acubens museu virtual de cancer

Menu
Audiodescrição

Libras

Saiba mais
Cozinha - painel 2

Agrotóxicos colocam saúde do brasileiro em risco

Um alerta marcou o Dia Mundial da Saúde, celebrado em 8 de abril: o Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo. Documento divulgado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontou que as vendas desses produtos no país cresceram mais de R$ 6 bilhões em dez anos, saltando de US$ 2 bilhões em 2001 para 8,5 bilhões em 2011. O órgão cobra ações capazes de regular e controlar o uso de pesticidas nas lavouras para reduzir as estatísticas de câncer e outras doenças.

Segundo o comunicado, a liberação do uso de sementes transgênicas no Brasil foi uma das responsáveis por colocar o país no primeiro lugar do ranking. Efeitos adversos são relacionados à exposição de trabalhadores do campo aos agrotóxicos e à presença dessas substâncias na alimentação, como intoxicação e câncer. Os agricultores estão sujeitos a cólicas, vômitos, diarreias, dificuldades respiratórias, convulsões e morte. A presença de resíduos em alimentos e no ambiente pode causar infertilidade, impotência, abortos, malformações, neurotoxicidade, desregulação hormonal, efeitos sobre o sistema imunológico e câncer, avisou a entidade.

O Inca esclareceu que a preocupação com os agrotóxicos não pode significar a redução do consumo de frutas, legumes e verduras, já que são itens importantes para a saúde e, inclusive, para a prevenção do câncer. O texto lembra que alimentos industrializados, como biscoitos, salgadinhos e lasanhas, também podem conter resíduos químicos, já que têm ingredientes como trigo, milho e soja. Pulverizações aéreas de agrotóxicos, isenção de impostos à indústria e a permissão do uso de produtos já proibidos em outros países são algumas práticas que, para o instituto, devem ser combatidos.

(Fonte: Fundação do Câncer)

http://cancer.org.br/agrotoxicos-colocam-saude-do-brasileiro-em-risco/

desenvolvido por corbata informatica